sábado, 26 de junho de 2010

DISTÂNCIA...


Desde a madrugada que morro 
um pouquinho cada hora que passa
Porque cada hora que passa 
me distancio de voce 
e me perco um pouco
Me perco sem voce 
me dizendo suas bobagens 
e me deixando irritada
A cada hora morro porque 
a saudade me fere por dentro
Fere meu coração entristecido 
por me despedir de voce para sempre
O para sempre sera minha dor 
entranhada pelo meu corpo
E meu corpo que nunca conheceu 
o teu sente saudade
Saudade das mãos invisiveis 
que voce passava ao me acariciar
Me acariciar com tuas palavras 
e meu choro solitario me faz lembrar você
Você que podia me amar 
e ser amado se tudo fosse real
Estou tão triste, tão só, tão ferida,
tão perdida nos meus pensamentos!!!
Mas continuo vivendo 
da saudade que sinto de você...

Ivete Barros, 15 de fevereiro de 2009, são 12 horas e 07 min.

Nenhum comentário:

Postar um comentário