sexta-feira, 10 de agosto de 2012

A FERIDA DENTRO DE MIM...


Minha alma emudeceu, meu coração resolveu endurecer...
Minha alma se entristeceu, meu coração gelou-se de vez dentro do meu peito...
Depois do que minha alma ouviu nada mais fará meu coração sorrir...
Minha alma prefere esquecer mais meu coração prefere guardar, mesmo que em silencio, o que tua palavra tentou silenciar...
Minha alma foi quem sofreu meu coração somente não esqueceu...
Minha alma esqueceu...
Meu coração guardou...
Feridas se abrem, o difícil é sará-las...

Ivete Barros, 09/08/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário